Fiscalização em aeroportos paulistas gera R$ 2,8 milhões em multas

Incêndio destrói 90% de reserva florestal na Argentina
agosto 25, 2015
EUA preveem maior produção de petróleo em 43 anos em 2015
agosto 25, 2015
Exibir tudo

Fiscalização em aeroportos paulistas gera R$ 2,8 milhões em multas


Fiscalização em aeroportos paulistas gera R$ 2,8 milhões em multas Consulta ao protocolo do Ibama - Imprimir Informações sobre boletins diários de avaliação do fogo na Amazônia e Cerrado - E-mail

São Paulo (10/08/2015) – A Superintendência do Ibama em São Paulo realizou, de 3 a 6 de agosto, a primeira etapa do levantamento de dados e fiscalização do transporte rodoviário de produtos perigosos que passam pelos aeroportos internacionais de Guarulhos e de Viracopos (Campinas/SP). Na ação foram verificadas as normas de segurança, saúde e meio ambiente bem como a regularidade do Cadastro Técnico Federal.



Foram realizadas 50 vistorias e lavrados 28 autos de infração, totalizando R$ 2,8 milhões em multas.

 

A ação teve por objetivo verificar como é feito o transporte rodoviário destes produtos após a saída dos aeroportos, sendo conferidos os kits de emergência, a simbologia dos painéis de segurança e os rótulos de risco, as fichas de emergência dos veículos e o porte da autorização interestadual de transporte de produtos perigosos expedida pelo Ibama.

As inspeções de caminhões e outros veículos transportadores foram realizadas nas imediações dos terminais de cargas dos aeroportos, contemplando os fluxos de cargas de importação e exportação e o trânsito aduaneiro.

Para o coordenador do Núcleo de Prevenção e Atendimento às Emergências Ambientais do Ibama em São Paulo, Fernando Scavassin, ações como esta devem ser intensificadas nos aeroportos e na região. “É necessário que as empresas que realizam o transporte de produtos perigosos se conscientizem da importância da adequação à legislação vigente, principalmente quanto aos riscos inerentes à atividade”, informou.

Texto e fotos: Ibama/SP



Source link

Wander Delgado
Wander Delgado
Químico, especialista em meio ambiente e gestão de resíduos, contabilidade industrial e viabilidade técnico econômica.