Funcionária é picada por escorpião e creche fica interditada

Em Minas, febre amarela já matou 168 pessoas desde julho do ano passado
Maio 16, 2018
Rondônia registra três casos de raiva em 2017 e Idaron alerta para riscos do ataque de morcegos
Maio 16, 2018
Exibir tudo

Funcionária é picada por escorpião e creche fica interditada


A maior e mais antiga creche do município de Astorga está fechada, desde sexta-feira (11), por causa da infestação de escorpiões. Várias cidades têm enfrentado esse problema e em algumas foi registrada epidemia.

176 crianças que estudam no Cmei João Paulo II, na Vila Olívia, estão sem aula depois que uma funcionária foi picada, dentro de uma sala de aula, enquanto fazia a limpeza do local. Ana Paula Prandi contou que sentiu a picada do escorpião e avisou as outras funcionárias. Ela foi imediatamente levada ao hospital.

Cerca de 40 funcionários fazem o possível para garantir a saúde dos alunos. Eles cobrem os brinquedos e tudo passa por vistoria diariamente. Mas o local é grande, são 11 salas de aula e 20 banheiros, além dos corredores largos e o parquinho onde as crianças brincam.

No terreno uma área verde e em alguns lugares o mato está bem crescido. Em 2017 o local foi interditado por 15 dias para dedetização. Com o intuito de afugentar os escorpiões, alguns pais de alunos soltaram galinhas no pátio da creche.

A Vigilância Sanitária pediu que seja feita uma reforma no local. Encanamentos, portas enferrujadas e os banheiros, que estão muito velhos passarão, por obras durante dois meses.

Enquanto durar a reforma três escolas devem receber todas as crianças que estudam na creche.

Com informações de Geovan Petry e Alex Magosso/Rede Massa

O post Funcionária é picada por escorpião e creche fica interditada apareceu primeiro em Pragas e Eventos.

Wander Delgado
Wander Delgado

Químico, especialista em meio ambiente e gestão de resíduos, contabilidade industrial e viabilidade técnico econômica.

Os comentários estão encerrados.