Pesquisadores publicam artigo de referência sobre tratamento da febre chikungunya

Tratado controla uso do mercúrio a nível internacional — Portal Brasil
agosto 17, 2017
Ovos do mosquito Aedes Aegypti são detectados em 36 regiões com armadilhas
agosto 17, 2017
Exibir tudo

Pesquisadores publicam artigo de referência sobre tratamento da febre chikungunya


Os pesquisadores do Grupo de Pesquisa Química Medicinal, que realiza planejamento, síntese e avaliação farmacológica de novos compostos para a produção de medicamentos, publicaram um artigo científico sobre química medicinal para o tratamento da febre Chikungunya. A pesquisa reuniu mais de 300 compostos sintéticos, semi-sintéticos e naturais que combatem os sintomas da doença no organismo humano.

A doença causa pelo vírus CHIKV e transmitida pelo mesmo mosquito da dengue, o Aedes aegypti, atingiu mais de 18 mil pessoas só em Alagoas, em 2016, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de Alagoas (Sesau). Diante da preocupação da população e dos médicos com o número de casos, quase tantos quanto os registros de dengue, a atenção dos pesquisadores voltou-se para o problema.

A proposta de reunir numa publicação todos os compostos que pudessem ser utilizados no tratamento da Chikungunya partiu do pesquisador Edeildo Ferreira da Silva-Júnior. “A nossa ideia foi criar uma enciclopédia de compostos químicos com atividade para a Chikungunya. É uma revisão, mas reúne 303 compostos agrupados em um único trabalho, tornando-se uma referência que contribui com outras pesquisas sobre o assunto”, ressalta o pesquisador.

O artigo foi publicado em julho na revista Bioorganic & Medicinal Chemistry, da editora Elsevier, é assinado também pelos orientadores João Xavier de Araújo Júnior, da Esenfar, e Thiago M. Aquino, do Instituto de Química e Biotecnologia, além dos colaboradores Giovanni Leoncini e Érica Rodrigues. O periódico é referência em publicações de literatura médica e científica no mundo.

“A revista publicou nosso artigo em menos de uma semana, com destaque do resumo na capa. Os editores avisaram que a publicação ainda estará disponível esse mês por conta da quantidade de visualizações, comentários e citações do artigo”, comemorou Edeildo.

Segundo o pesquisador, o artigo foi bastante acessado com a ferramenta  www.researchgate.net que é uma espécie de Google dos pesquisadores. “Esse banco de dados reúne trabalhos científicos do mundo inteiro e notifica os acessos. Nosso artigo foi consultado em países como China, Japão, Estados Unidos, Reino Unido, entre outros. Isto é muito importante para divulgar o nosso grupo de pesquisa para a comunidade científica internacional e a Ufal também ganha muito com essa visibilidade”, destacou Edeildo.

O pesquisador Giovanni Ortiz Leoncini, doutorando em Química, também comemorou o resultado. “Os laboratórios nacionais e estrangeiros que pesquisam e produzem fármacos para o tratamento da Chikungunya atentaram para o nosso trabalho. Fizemos uma revisão bastante criteriosa para compostos com ação intracelular e extracelular, reunindo moléculas pontencialmente ativas para aplicação medicinal no tratamento da doença. Nosso artigo torna-se uma referencia para os especialistas nessa área”, ressalta Giovanni.

Érica Rodrigues também está muito satisfeita com o amplo alcance atingido pelo artigo. Ela é recém-graduada em Farmácia, mas participa do grupo de pesquisa desde 2014, sob a orientação do professor João Xavier. “Para quem vai começar o mestrado, como eu, é um grande peso para o currículo já ter participado de um trabalho coletivo que resultou num artigo publicado em uma revista científica de referência. Sem dúvida, é um ótimo começo”, comemorou a pesquisadora.

O post Pesquisadores publicam artigo de referência sobre tratamento da febre chikungunya apareceu primeiro em Pragas e Eventos.

Wander Delgado
Wander Delgado
Químico, especialista em meio ambiente e gestão de resíduos, contabilidade industrial e viabilidade técnico econômica.

Os comentários estão encerrados.