Porteiro encontra escorpião amarelo em rua do centro de Porto Alegre

Amazonas registra o segundo caso de sobrevivência por raiva humana no Brasil
janeiro 12, 2018
Fique atento à presença de carrapatos, muito comuns no Verão
janeiro 12, 2018
Exibir tudo

Porteiro encontra escorpião amarelo em rua do centro de Porto Alegre


Um escorpião amarelo (Tityus serrulatus) foi encontrado na tarde desta quinta-feira (11), no centro de Porto Alegre. De acordo com o porteiro Marcos Thoman, o animal estava na Rua Senhor dos Passos, na altura do número 259, em frente ao Edifício Natal e próximo à Rua dos Andradas. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem alertado a população para as regiões do Centro e da Lomba do Pinheiro, onde o foco de escorpião da espécie é mais concentrado. Em novembro do ano passado, foi divulgado um alerta epidemiológico, informando sobre os riscos do veneno do animal, que pode provocar a morte.

Por volta das 13h, o porteiro avistou o animal na rua, próximo ao local onde trabalha, e não pensou duas vezes antes de capturá-lo. Em seguida, entrou em contato com a prefeitura para fazer o resgate do escorpião, porém o bicho acabou morrendo.

— Ele (o escorpião) estava indo para um buraquinho, aí logo puxei o bicho pela pontinha e coloquei num potinho de requeijão. Passa muita gente por ali, tem muita gente que fuma ali perto, seria perigoso se eu deixasse ele passar — relata Thoman.

De acordo com a SMS, como já houve outros casos de escorpião amarelo encontrado no mesmo local, uma ação de orientação será feita com moradores da Rua Senhor dos Passos na próxima segunda-feira (15), a partir das 14h.

Em caso de captura, a secretaria orienta a população a ligar para o 156 e aguardar o atendimento da equipe de Vigilância em Saúde. Em caso de picada do animal, deve-se entrar em contato com o SAMU (192) ou ir, imediatamente, para o Hospital de Pronto Socorro, que é o único lugar na Capital que tem o soro antiescorpiônico, utilizado para combater o veneno do escorpião amarelo.

Em outubro, uma criança picada por um escorpião da espécie foi salva graças ao rápido atendimento médico. Conforme a pasta, os riscos de morte são ainda maiores em crianças de zero a nove anos, idosos e imunocomprometidos.

Apesar de provocar dor intensa, a picada não deixa marcas, então não há como saber onde exatamente ocorreu. Não é indicado o uso de qualquer medicamento ou procedimento paliativo (enfaixar, imobilizar, amarrar).

Fique de olho

– Verifique calçados, roupas, toalha e roupas de cama antes de usá-los.

– Limpe caixas de gordura e ralos de banheiro e de cozinha.

– Mantenha camas e berços afastados da parede.

– Evite que lençóis toquem no chão.

– Feche frestas nas paredes, móveis e rodapés para que não sirvam de esconderijo para os escorpiões.

– Use telas nas aberturas dos ralos, pias e tanques.

Para manter o bicho longe

– Não é aconselhável usar veneno para combater os escorpiões, pois o desalojamento pode favorecer o aumento da população.

– Não deixe acumular lixo e entulho nos quintais, jardins e terrenos baldios.

– Cuidado com restos de obras e terraplanagem que possam causar acúmulo de entulho.

– Coloque o lixo em sacos plásticos fechados para evitar baratas e outros insetos, que são fontes de alimento para os escorpiões.

O post Porteiro encontra escorpião amarelo em rua do centro de Porto Alegre apareceu primeiro em Pragas e Eventos.

Wander Delgado
Wander Delgado
Químico, especialista em meio ambiente e gestão de resíduos, contabilidade industrial e viabilidade técnico econômica.